Foi lido hoje no Plenário da Assembleia um projeto de suma importância na sua vida POLICIAL MILITAR E BOMBEIRO MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS! Trata-se do projeto de Lei 3763/2017 de autoria do Governo do Estado de Goiás que: INSTITUI O CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA DOS MILITARES DO ESTADO DE GOIÁS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Esse projeto pode mudar a vida militar! Estamos divulgando em primeira mão para que você analise e de sua sugestão! Segue o link com o PROJETO NA ÍNTEGRA: 

Dados sobre violência são fraudados pela Secretaria de Segurança Pública, a pedido do Zé Tolerância desde quando foi secretário. Em Goiás é proibido contabilizar homicídios, apenas morte a esclarecer. Quem frauda esse tipo de situação é capaz de muito mais, é desonesto, não serve para governar nosso Estado, ser vice governador e nem secretário.


Assembleia realizou sessão nesta 6ª-feira, 25, em comemoração a data. A iniciativa é do deputado Major Araújo, que homenageou 43 integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás. 

A Assembleia Legislativa de Goiás realizou nesta manhã de sexta-feira, 25, sessão especial em homenagem ao Dia do Soldado. Por iniciativa do deputado Major Araújo (PRP), 43 integrantes das corporações da Polícia Militar do Estado de Goiás e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás foram agraciados com a Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira. A solenidade teve lugar no Plenário Getulino Artiaga da Casa de Leis.

Na abertura do evento, o presidente da Assembleia, deputado José Vitti (PSDB) destacou a importância dos soldados para a sociedade goiana e em seguida concedeu o direito do uso da palavra ao autor da proposta.

Já na tribuna, o deputado Major Araújo (PRP) relembrou que a data de 25 de agosto faz uma referência ao nascimento de Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, nascido em 1803, considerado um renomado oficial e patrono do Exército Brasileiro, que participou de forma significativa da história do Brasil, presente na Independência, na revolta da Farroupilha e na Guerra do Paraguai.

Ao relembrar a atuação de Duque de Caxias, Major Araújo destacou que os soldados são homens e mulheres de exemplo a ser seguido, pois mesmo diante das condições adversas, continuam sendo o alicerce de nossa sociedade. “Temos que resgatar a história das civilizações e a importância do soldado em todas elas, sendo garantidores da lei, da ordem, da paz social e da soberania nacional”, enfatizou.

Major Araújo contou que é de família de militares e se disse orgulhoso por ter essa referência dentro do seu lar. Também destacou que os soldados atuam em constantes condições de pressão e de risco, com possibilidade de contágio de moléstias e de morte em sua rotina de trabalho.

De acordo com Major Araújo, os soldados são pessoas que tiveram atuação destacada em diversos momentos de grande importância como na Inconfidência Mineira, na Independência do Brasil, na Proclamação da República, nas revoltas, na Revolução de 30 (Primeira República), na 1ª e 2 ª Guerra Mundial, nas Diretas Já, na redemocratização do Brasil, nos processos eleitorais, nas graves crises políticas e sociais, nas catástrofes naturais, nas grandes epidemias, nos quadros de grave violência e tantos outros.

Da tribuna, o parlamentar ainda relembrou o maior acidente radiológico do mundo, conhecido como Césio-137, que ocorreu em Goiânia no ano de 1987, e vitimou diversas pessoas pela contaminação radioativa.

“Os nossos soldados, que foram justamente aqueles que tomaram com suas próprias mãos as primeiras providências, arcando com todas as consequências e sofrendo todos os efeitos da contaminação”, recordou Major Araújo.

O parlamentar aproveitou o ensejo para citar trechos do Hino da Polícia Militar do Estado de Goiás, “Ante o perigo, nunca teme a morte, pois sua sorte é lutar sem recuar”. Relembra o Hino da Infantaria que diz, “Nós somos estes infantes, cujos peitos amantes. Nunca temem lutar, Vivemos, Morremos, Para o Brasil nos consagrar”. E ainda entoa o Hino do Soldado do Fogo, “Nenhum passo daremos atrás, repelindo inimigos canhões, voluntários da morte na paz, são na guerra indomáveis leões.”  

Vocação
Para Major Araújo, o principal fator que motiva o soldado a trabalhar em prol da segurança da sociedade não se trata de contrapartidas e tão pouco do reconhecimento, e sim o espírito e a alma de serem vocacionados para esta ação, que é de guardar a sociedade.

Fundamentando sua opinião, o parlamentar citou as histórias de vida e superação vivenciados pelo soldado Júlio Bolt, que em seu horário de folga, investiu, mesmo desarmado, contra bandidos, no momento de um assalto, efetuando a prisão de dois elementos. Também contou a história de um dos homenageados durante a solenidade, Cabo Acrisio, que levou um tiro na mandíbula e passou por diversas cirurgias, mas, mesmo diante dessa situação, continua a servir a corporação.

“Por isso fiz questão de resgatar essa data, me render e reverenciar em nome deste poder e de todo povo goiano, os nossos valorosos Soldados! Que o senhor lhes seja por escudo e o que os senhores sejam, igualmente, escudo para a sociedade. Viva o soldado de Goiás! Viva o soldado brasileiro!”, encerrou Major Araújo.

Homenageado
Após o discurso do parlamentar, o presidente da Assembleia, deputado José Vitti transferiu a direção dos trabalhos para o deputado Major Araújo.  Em sequência ao evento, o homenageado, Capitão da Polícia Militar, Nilton de Almeida Santos ocupou a tribuna para proferir seu discurso em agradecimento a honraria recebida.

Da tribuna, o Capitão da PM referenciou Duque de Caxias como o principal símbolo a ser seguido pelos soldados, pois, em sua opinião, foi um homem teve uma atuação exemplar e cumpriu com extremo rigor suas responsabilidades.

“Esse momento está sendo ímpar para mim. É com imensa alegria que recebo essa honra de representar os soldados durante essa sessão. Saúdo o deputado Major Araújo por essa inciativa tão importante para nós homens e mulheres militares vocacionados”, declarou o militar.

Conforme Nilton de Almeida, o país vive um momento crítico em que somente no primeiro semestre deste ano 88 militares tiveram suas vidas ceifadas no Estado do Rio de Janeiro. O militar ainda relembrou que a Polícia Militar não resume sua atuação apenas no combate ao crime, mas também promove a prevenção e a conscientização das crianças e adolescentes.

“Temos o Proerd, um programa de combate ao uso de drogas entre crianças e adolescentes. É um trabalho ímpar que está sendo feito para evitar que a criança de hoje seja nosso algoz amanhã”, destacou.

O homenageado encerrou sua fala explicando que ser soldado é uma tarefa contínua, sem interrupção, todos os dias e todas as horas do dia, com o propósito de manter a segurança da sociedade, defendendo a vida com a sua própria vida.

“Ser soldado é ser policial durante 24 horas e ser superior a adversidades, ser defensor e ser herói da vida real. Somos homens e mulheres que defendem a Justiça, a sociedade e, principalmente, defendendo a vida com a própria vida”, finalizou.

Após a fala do Capitão da Polícia Militar, Nilton de Almeida Santos, o deputado Major Araújo, no exercício da presidência dos trabalhos, declarou encerrada a sessão.  

Mesa
Compuseram a mesa diretiva dos trabalhos, no exercício da presidência, o deputado José Vitti (PSDB) juntamente com o deputado Major Araújo; vereador Cabo Senna, representando a Câmara Municipal de Goiânia; coronel Mauro Barreto Borges; e o chefe da assistência da Polícia Militar na Alego, coronel André Henrique Avelar de Sousa; presidente da Associação dos Oficiais da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, Alessandri da Rocha Almeida; subcomandante da Polícia Militar de Goiás, coronel Carlos Antônio Borges; e o presidente do Sindicato dos Policiais Federais em Goiás, Francisco José da Silva.

Também tiveram lugar à mesa o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos de Goiás, subtenente Luis Cláudio Coelho de Jesus; o presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM e BM de Goiás, 1º sargento da reserva Gilberto Cândido de Lima; presidente da União dos Policiais Militares de Goiás, major Waldemir Siqueira Medrado; assessor parlamentar Vanderlei Correto, representando o senador Wilder Morais (PP); e o assessor parlamentar João Anastácios, representando o deputado federal João Campos (PRB).

Homenageados com a Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira
André Luis Guedes - Soldado PM
Antônio Marcos Porto - 2° Sargento PM
Baltazar Batista Costa - Subtenente PM
Breyner Luis Marques Nunes -Soldado PM 
Bruno Pereira Megda - 1º Tenente PM
Charles Raniel Santos de Oliveira - Cabo PM
Cintia Carvalho Silva Megda - Cabo PM
Clayton Ramos de Araújo - Cabo PM
Daniel Tiago George Reis - Cabo PM
Darcilete Mendes Lopes Paiva - Soldado BM
Derivaldo Gonzaga da Silva - 2º Tenente PM
Edilei Gonçalves de Almeida - Subtenente PM
Edvaldo Felix da Cruz - Subtenente PM
Eustelo da Silva - 3º Sargento PM
Fernando Castelo de Castro - Cabo PM
Gilson Ferreira Gontijo - Cabo PM
Hernane Sousa Carvalho - Soldado BM
Janssen Augusto das Graças Nunes - 1º Tenente PM
Jean Divino Moreira - 3° Sargento PM
José Gimenes Mota Neto - Soldado BM
Josemar da Silva Fiorin - Capitão do Exército
Juarez Dias da Silva - Subtenente PM
Leandro de Souza Silva - 1º Tenente PM
Luiz Fernando de Gusmão Viana - 3º Sargento BM
Magali Lopes de Oliveira - Cabo PM
Márcio Junqueira da Silva - Cabo PM
Marco Aurélio Rodrigues de Miranda - 2º Sargento BM
Marcos de Jesus Rodrigues - 3° Sargento PM
Marcus Vinícius Lacerda Barbosa - Cabo BM
Maria da Glória Dias de Almeida Parga - Cabo PM
Mauro Barreto Borges - Coronel do Exército
Nelson David Ricardo de Moraes - 2º Tenente PM
Nícolas Abreu e Silva - 3° Sargento PM
Nilton de Almeida Santos - Capitão PM
Niselio Rodrigues Cunha Júnior - Cabo PM
Paulo Fernando Vasconcelos Xavier - Cabo PM
Rafael Perilo Campos Leal - Soldado PM
Rildo Paulino da Silva - Soldado BM
Samuel Porto Azambuja - 2° Sargento BM
Valdemir Braz Castilho - 2° Sargento PM
Valter da Silva dos Santos - Subtenente PM
Victor Regis dos Santos Dias - 3º Sargento BM
Welinton Alves Moreira - Cabo PM