NOTA DE REPÚDIO

A ASSOF, na pessoa de seu presidente, Major Araújo, vem a público, através deste instrumento, repudiar a atual proposta, materializada através da tabela em anexo, transformada em projeto de lei encaminhado a Assembléia Legislativa, assim também como o comportamento das associações ACS e ASSEGO, na reunião do dia 20 último, as 11h00 na SSP, pelos motivos que passa a expor:

- O presente projeto não faz justiça com relação à “revisão geral anual” (data base), visto que concede índices distintos, prejudicando sobretudo, cabos e soldados ( 14 e 10% respectivamente);

- Pratica verdadeiro estelionato com os graduados ao reduzir valores a serem aplicados, com relação à tabela anterior com valores expressivamente maiores;

- Prevê o pagamento em período muito elástico, se estendendo até janeiro de 2012, sendo que o atual governo pagaria apenas 20% do montante a ser implementado, deixando 80% para o próximo governo;

- Desrespeita os militares ao passo que concedeu reajuste semelhante aos policiais civis cuja aplicação começou no contracheque de janeiro de 2010 e conclui-se no próximo mês, tratando-nos com discriminação;

- Mesmo diante de tal desrespeito, ACS (Gilberto) e ASSEGO (Maxuêlo) assinaram tal proposta mesmo detectando tais problemas, concordando assim com este projeto, ao contrário da ASSOF que não assinou tal proposta, trazendo, contudo, em respeito aos militares, ao conhecimento e apreciação de todos em reunião realizada no dia 21 na ASSOF.

Esclarece ainda os motivos pelos quais estamos sofrendo este atentado aos nossos direitos.

Em maio de 2009, mesmo tendo sido deliberado em assembléia ACS e ASSEGO não quiseram participar de ato público em reivindicação a data base, deixando o presidente da ASSOF sozinho. Tal ato público em frente ao Centro Administrativo contou ainda com a participação de policiais civis e agentes prisionais. A nossa intenção era justamente conquistar juntos (militares e PC) o que eles conquistaram o ano passado.

Tal ato culminou com o meu afastamento por 40 dias da presidência da ASSOF e o enfrentamento de um IPM e um Conselho de Justificação. Enquanto isso, os agentes de polícia civil entraram em greve conquistando os mesmos valores que agora está sendo oferecido aos militares. A diferença é que para eles o parcelamento foi dentro deste próprio exercício de 2010, cuja a conclusão é agora em julho, enquanto o nosso se estende a janeiro de 2012. Enquanto isso ACS e ASSEGO assistiam inertes à perda da isonomia com os policiais civis. Apenas nós reagimos não só contra isso, mas também contra o aumento concedido em 2008 apenas aos coronéis. ACS e ASSEGO preferiram mentir que seria concedido aos militares o mesmo reajuste concedido aos civis, ou seja R$ 500,00 (quinhentos reais), no mês de janeiro e R$ 500,00 em julho. O que não ocorreu, claro.

Ao passo que desde 10 de março de 2010, fazemos manifestações por melhorias, chegando a realizar o aquartelamento do dia 31, reivindicando 35 a 40% relativo a perdas salariais dos últimos 5 anos, mesma reivindicação que os delegados que se encontram em greve, ACS e ASSEGO inventam ou aceitam a imposição governista do famoso “realinhamento salarial”, que culminou com a atual “tabela”.

Toda esta situação tem justificativa: Não é ASSOF nem o seu presidente que tem cargos no governo atual ou pretensões em tê-los, assim também como não estamos recebendo, depois de um acordo escuso, milhões de reais do governo em pagamento de ação judicial, que deveria na realidade ser paga diretamente a cada um dos associados; a ASSOF também não participou nem da elaboração e muito menos assinou qualquer espécie de tabela.

Por fim a ASSOF não participa de negociatas, não toma decisão a portas fechadas sem levar para a apreciação não só dos oficiais, mas de todos os militares, como fez com a última proposta. Em fim não aceita e repudia a decisão tomada pelo governo e pelas associações ACS e ASSEGO, que assinaram a proposta sem qualquer discussão, mesmo sabendo do prejuízo que estamos tomando com tal medida, empurrada de cima para baixo, sem o devido acordo, sem o essencial consenso aos estados democráticos, de levar a votação na Assembléia Legislativa.

Registra finalmente, através deste instrumento, a ASSOF através de seu presidente, posição contrária com a forma antidemocrática que esta decisão foi tomada. E se coloca ao lado de todos os militares conclamando-os a resistirem tanto ao desrespeito praticado por este governo como pelas entidades ACS e ASSEGO.


Desfiliem-se já e filiem-se a Associação Única.


Major Araújo

Presidente da ASSOF



10 comentários:

  1. É UM FALTA DE RESPEITO O QUE ESTÃO FAZENDO COM OS MILITARES DO ESTADO DE GOIÁS...
    O PRAÇA PAI DE FAMÍLIA NÃO ESTÁ DANDO CONTA DE SUSTENTAR SUA FAMÍLIA COM ESTE MISERÁVEL SALÁRIO, ALÉM DE ESTAR MORRENDO DE TRABALHAR COM HORAS EXTRAS QUE RECEBE 3 MESES DEPOIS. SE DER ESTE AUMENTO E PARCELAR NÃO VAI RESOLVER NADA, QUANDO CHEGAR 2012 O SALÁRIO ESTARÁ DEFAZADO NOVEMENTE. O SALÁRIO MÍNIMO AUMENTOU NESTES ÚLTIMOS 5 ANOS AUMENTOU NÃO SEI QUANTAS VEZES, ENQUANTO O PRAÇA QUE PAGA ALUGUÉL TEM REAJUSTE DE ACORDO COM O SALÁRIO MÍNIMO, AS COISAS ESTÃO SUBINDO DE PREÇO E O SALÁRIO DO PRAÇA VAI FICANDO DEFASADO. O PRAÇA JÁ ESTÁ COM O LIMITE NO ITAU ESTORADO E NÃO TEM NEM MARGEM PRA FAZER EMPRESTÍMOS CONSIGNADOS TENDO QUE PAGAR JUROS ABSURDOS DO BANCO. PELO AMOR DE DEUS, CHEGA DE SER ESCRAVO DO GOVERNO! MUITOS JA´NÃO AGUENTA A POLÍCIA CIVIL GANHAR BEM, SEM FAZER NADA! VAMOS TER QUE ESTUDAR PARA PASSAR NO CONCURSO DA PC....PORQUE O MILITAR NÃO QUER FICAR NA PM OU BM.. E TEM QUE AGUENTAR GOZAÇÕES DA PC PELO AUMENTO...

    ResponderExcluir
  2. ENQUANTO UM QUARTEL DA PM RECEBE MAIS DE 100 MIL PARA PAGAR HORAS EXTRAS AOS MILITARES DAQUELA UNIDADE, O CORPO DE BOMBEIROSO DO ESTADO DE GOIÁS RECEBE 70 MIL PARA DIVIDIR ENTRE SEUS 2000 MIL HOMENS. SEM CONTAR QUE VC RECEBE SABE LÁ QUANDO... NÃO TEM ADICIONAL NOTURNO IGUAL A PM DE 15,00 REAIS. CADA MILITAR PODE TIRAR MAIS DE MIL REIAS POR MÊS. NO BOMBEIRO AGORA SE TRABALHA MAIS NAS HORAS EXTRAS PRA RECEBER MENOS.

    ResponderExcluir
  3. Major Araújo, se for assentado no Estatuto proibição de reeleição infinita como é na ACS, isto é, se for limitadas as possibilidades de eleição a no máximo duas, como é na ASSOF, vou convencer todos os meus amigos que estão filiados na ACS e na ASSEGO a sairem e se filiarem na Única. É preciso colocar princípios democráticos no Estatuto. Por exemplo: possibilidade de convocação de assembléia geral por 1/5 dos associados; aprovação das contas pela Assembleia especificamente convocada para este fim; Um princípio que na verdade e do parlamentarismo: a possibilidade de remoção do administrador que perder a confiança do eleitorado iniciando um procedimento com a participação do Conselho Deliberativo e representantes dos associados. Além de outros princípios democráticos. Boa tarde o parabéns pelo ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  4. Essa associação Única não sai, ta demorando muito. O que faz a maioria dos militares a se filiar em ACS e ASSEGO é a assessoria juridica que é muito necessaria, principalmente pra quem trabalha no operacional. Assim que sair a ÚNICA com a assessoria juridica tenho certeza que todos trocaram.

    ResponderExcluir
  5. So to esperando maores informaçoes para eu me associar a esta associação unica, maj quero dizer que você mudou minha maneira de pensar pois acreditava que todos que chegavam la viravam folha to com o senho e não abro mão.
    quando o senhor precisa sabia que tera um grande amigo e fa.

    ResponderExcluir
  6. Filho de Oficial-PMGO28 de junho de 2010 12:03

    Put* que pari*.
    Já estou cansado de ver tudo isso acontecendo e eu ficar aqui, sentado nessa por@$ de cadeira, em frente ao pc.
    Ver as manifestações da PMGO daqui da minha cidade, sem poder fazer nada, já foi a gota d'água!

    Nas eleições eu vou pras RUAS, vou lutar pelos NOSSOS, vamos nos unir em prol do Major Araújo, que tem mostrado peito e garra por nossa família MILICIANA!

    E vocês? Vão fazer o quê?

    Eu vou pras ruas, vou panfletar, adesiva meu carro, vou tocar o FODA-SE.
    FAÇÃO o Mesmo nas suas CIDADES! Qualquer repressão, vão à imprenssa, à Internet.


    No mais meus irmãos e irmãs, lhes desejo toda proteção e bençãos de Deus.

    ResponderExcluir
  7. primeiro parabens major araujo pela sua eleição para deputado, ve se faz como na presidencia da associação, trabalhe com garra, o que eu espero que sim

    ResponderExcluir
  8. Parabens major araujo, nos milicianos, precisamos de homens como o senhor que não mede esforço para defender a classe, que é lider nato e tem visão de futuro, garra e coragem. continue assim o senhoir tem futuro, conte comigo.

    ResponderExcluir
  9. Sargento neto de Guarinos-Go10 de outubro de 2010 19:05

    só para completar quem disse no comentario anterior foi 1ºSargento neto de Guarinos.

    ResponderExcluir
  10. SAIMOS DA ADMINISTRAÇÃO DA ASSEGO NO ENTORNO DE CABEÇA ERGUIDA NA CERTEZA DE QUE FIZEMOS O MAXIMO DE NÓS. POREM POR DISCORDAR DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO QUE SÓ VISA INTERESSES QUE FAVORECEM A CUPULA . E TAMBEM NUNCA CONSULTA A TROPA COMO SE FOSSEMOS INCAPAZ. NO GOVERNO PASSADO SÓ FOMOS BEN SUCEDIDOS EM ASSUNTOS DE INTERESSE DO ENTÃO EX GOVERNADOR DR. ALCIDES. A DESUNIÃO FOI TANTA QUE SÓ PERDEMOS ESTOU COM A TROPA SAIO DE CABEÇA ERGUIDA NÃO SOU TRAIDOR DA TROPA MEU NOME É SGT ACIOLLY...

    ResponderExcluir