UM CAOS CHAMADO IPASGO


IPASGO mais uma vez divulga nota oficial sobre paralisação dos médicos que não querem mais atender pelo instituto falido. A verdade que o IPASGO sempre foi usado para financiar campanhas políticas milionárias e hoje amarga na UTI causada pela irresponsabilidade de políticos corruptos. Estamos a beira de um caos social. Vejam a nota oficial do falecido IPASGO:

NOTA OFICIAL DO IPASGO – PARALISAÇÃO DE ESPECIALISTAS

Sobre a paralisação dos médicos de quatro especialidades credenciados junto ao Ipasgo, a direção do Instituto esclarece o seguinte:

    1) O Ipasgo propôs discutir a adoção da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) a partir de setembro, com a intermediação do Ministério Público, tendo em vista que a prioridade do órgão no momento é a atualização do pagamento da rede credenciada e o pagamento de dívidas relativas ao ano passado;

    2)Nesse prazo de quatro meses solicitado aos cirurgiões gerais e do aparelho digestivo, oncológicos, de cabeça e pescoço e cardiovasculares e angiologistas, por meio do Sindicato dos Médicos do Estado de Goiás, o Instituto pretende fazer uma avaliação financeira minuciosa, com projeção futura, com base também nas ações administrativas de contenção de despesa em andamento no órgão, para verificar a possibilidade ou não de conceder o reajuste pretendido com a adoção da CBHPM;

3)O Ipasgo avalia como justa a reivindicação dos especialistas, mas precisa agir com responsabilidade e definir a fonte de novas receitas antes de se comprometer com novas despesas (artigos 16 e 17 da Lei de Responsabilidade Fiscal);

4)Sem definir de onde sairão os recursos para a adoção da CBHPM, não há como o Ipasgo editar a promessa na forma de uma normativa interna;

5) O diálogo entre a direção do Instituto e representantes dos prestadores nunca foi interrompido, as portas sempre estiveram abertas para a categoria, fato que foi reconhecido publicamente por entidades da área em mais de uma ocasião.

6)No caso de negativa no atendimento de urgência e emergência por parte dos prestadores, a irregularidade deve ser denunciada na Ouvidoria do Ipasgo.

7) Por fim, o Ipasgo apela para o bom senso dos especialistas e pede que eles, a exemplo dos demais prestadores de serviços, que aceitaram a negociação que deu fim à última paralisação da categoria, no início de abril, voltem a atender os usuários do Instituto que já estão insatisfeitos o suficiente diante de sucessivas negativas de atendimento por parte dos profissionais de saúde;

Fonte: Gecom

2 comentários:

  1. Esse é o nosso paíz,cadê voces ministerio publico porque não faz a parte de voces ? esse paíz vai acabar entrando em completo caos,por um lado é o ipasgo,por outro data base,quando não é em um estado é em outro,enfim o paíz já vive o caos,se nós que pagamos estamos assim imagine quem depende da saude publica,esse morre nas filas de espera sem solução.

    ResponderExcluir
  2. MARIA ALICE SOUZA TAVARES20 de maio de 2011 18:14

    Isso é um absurdo! Minha filha está aguardando o retorno dos cirurgiões com todos os exames prestes a vencer e o IPASGO, ou seja,o governador que tanto prometeu deixa os usuarios de um plano de saude que o funcionario paga por ele sem atendimento. Cuidado governador! Será que suas pretensões politicas acabaram?

    ResponderExcluir