Reunião com os militares goianos para discutir data-base

Após reiteradas declarações por parte do governo estadual de que não tem condições financeiras de pagar a data-base dos servidores estaduais no mês de maio, os militares estaduais se reuniram na manhã desta segunda-feira (20), no Auditório Costa Lima, da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), com o objetivo de discutir estratégias de mobilização que visam sensibilizar os gestores para que haja o cumprimento da lei. A reunião foi uma iniciativa do Presidente da Comissão de Segurança Pública da Alego, Deputado Major Araújo. O evento contou com a presença de entidades classistas como o Sindicato dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás (Sindifisco), a União dos Militares de Goiás (UNIMIL) e a Associação dos Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiro Militar de Goiás (ASSOF). Belmiro Rosa Borges, presidente do Sindifisco, apresentou informações técnicas que contradiz o governo estadual quando o mesmo afirma que não há recursos para proporcionar o pagamento da data base do ano de 2013, no mês de maio. Segundo Belmiro um dos grandes impedimentos para isto está no fato de que o governo estadual está concedendo inúmeras isenções fiscais a diversas empresas e indústrias que ultrapassam o valor a ser concedido aos servidores estaduais quando da aplicação da data base. O Deputado Major Araújo convidou para representar o governo os Secretário da Fazenda, Simão Cirineu e o de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, além do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Goiás, Coronel Silvio Benedito Alves, no entanto nenhum deles compareceu ao evento. Durante o encontro também foram discutidos temas como carga horária; remuneração; projeto de lei sobre pagamento da licença especial, supressão do limite de idade para os militares prestarem concurso para o CFO. A união dos servidores públicos foi destacada como ponto importante para a conquista da data-base tanto por Belmiro Borges como pelo Deputado Major Araújo, que convidou os militares para participarem da Assembleia Geral que será realizada pelo Sindsaúde amanhã às 09:00 horas da manhã na Praça do Trabalhador. Ao final da reunião os militares presentes deliberaram que irão fazer um aquartelamento surpresa como forma de protesto.

2 comentários: